São Tomé e Príncipe: A grande viagem

 

     A PSI-ON Associação partiu na sua primeira missão para São Tomé e Príncipe no dia 23 de outubro de 2015, dando cumprimento ao seu estatuto de Organização Não Governamental para o Desenvolvimento.

     Consigo partiram 4 voluntários que transportaram mais de 80 kg de material escolar, para além de roupa, bolas de futebol e algum material para primeiros socorros básicos. A SOPRO, a Tesa e a UHU contribuíram para esta missão com a dádiva de material escolar.

     Um pouco por toda a ilha de São Tomé, a PSI-ON Associação conheceu e selecionou os recetores do seu material, dando prioridade às escolas mais recônditas, como: Escola da Roça Café, Escola da Roça Agostinho Neto; Creche de Santana e Creche da Comunidade da Saudade.

      A PSI-ON ofereceu ainda o valor monetário necessário à instalação elétrica da Creche da Comunidade da Saudade. Esta comunidade tem 40 crianças dos 3 aos 5 anos e funciona apenas no período da manhã visto não terem luz.

     Surpreendidos com as inúmeras carências existentes no país, a PSI-ON Associação regressou já por diversas vezes a este país, pelas mãos de novos voluntários, onde realizaram pequenas obras junto das comunidades escolares mais desfavorecidas.